Dia de Murucututú!

Tem uns dias que começam como um furacão.

Hoje foi bem assim… Me senti quase nas Filipinas zoológicas. Ao chegar no projeto, antes mesmo de entrar pela porta o Guarda já me abordou:

3 gambás, separadamente, e 1 coruja.

Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu - Filhote no esconderijo.

Pulsatrix koeniswaldiana – Murucututu – Filhote no esconderijo.

Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu - Examinando as penas e asas

Pulsatrix koeniswaldiana – Murucututu – Examinando as penas e asas

Um gambá estava bastante mal. Muitas vezes conseguem escapar de um ataque de cachorro ou gato, ou de algum outro predador, mas as feridas resultantes desse encontro inflamam, o sistema imunológico cai e aí já era… A natureza é madrasta. E das Malvadas.

O segundo gambá estava pior. Ou melhor, considerando que não sofreria tanto quanto o primeiro. Já estava no

Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu - Examinando as penas e asas

Pulsatrix koeniswaldiana – Murucututu – Examinando as penas e asas

céu dos gambás. Atropelado.

IMG_9821

Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu - Examinando as penas e asas

Pulsatrix koeniswaldiana – Murucututu – Examinando as penas e asas

O terceiro correu, atravessou a rua e foi morar com os gatos do Jockey. Esse vai comer ração o resto da vida. Ração de gato, fornecida pelas protetoras… Boa sorte, longa vida. É o que podemos desejar.

Aí fomos buscar a coruja.

Uma coruja “branca suja”, com a “asa caída”. Estava no canteiro perto do Jardim Bíblico, segundo o 1º guarda. Depois estava no banco da aleia de acesso, depois estava no canteiro tal, depois não sei aonde… Ficamos rodando e procurando.

Aí o Janilso (Encarregado de Jardinagem) falou: “_Pó deixar que eu vou achar!”

E, em menos de 5 minutos, achou…

Um filhote lindo, maravilhoso, saudável, tudo de bom, de Murucututú-de-barriga-amarela (Pulsatrix koeniswaldiana). Provavelmente, com a chuva e o vento, ela caiu do ninho. Se estivesse próxima ao ninho, teria sido possível recolocar próximo e tentar que os pais resgatassem. Mas ela andou o arboreto prá lá e prá cá, não teria como localizar o ninho assim, na sorte…

Como é um filhote, é lindo e fofo. Mas, como é uma coruja, selvagem, predadora, tem garras afiadas e um bico bem poderoso. Mesmo bebezona, já consegue fazer um estrago se conseguir cravar as unhas no braço ou, mais provável, no rosto de alguém, já que aves gostam de atacar os olhos (por causa do brilho). Corujas tem as garras bastante desenvolvidas e as patas muito fortes.

1397273_690890200930412_1066010349_o

Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu

Pulsatrix koeniswaldiana – Murucututu

Conseguem capturar as presas e elevá-las com as patas, perfurando o couro ou a pele do animal predado com as unhas afiadas. E atacam, muitas vezes, nos olhos por serem pontos brilhantes que chamam a atenção, facilitando a “mira”.

A pequena notável está temporariamente no nosso viveiro, uma voadeira polivalente. Assim que as plumas forem substituídas por penas, será avaliada para possibilidade de soltura. A soltura só pode acontecer quando o veterinário avalia positivamente a capacidade de voo e o IBAMA autoriza. O local, geralmente, deve ser o mais próximo possível do local de resgate.

Agora é torcer e esperar. E trabalhar muito prá ela ficar bem, forte, saudável e muito bravinha! O difícil é alimentar um animal carnívoro predador em cativeiro: A carne tem que enriquecida com cálcio para evitar-se a osteodistrofia, e o ideal é alimentar o filhote usando fantasias para que ele não associe comida a humanos e fique muito mansa… Fora que a tendência dela é atacar a mão que alimenta… O.o! Mas a gente gosta!

Risadinha (Camptostoma obsoletum)? Acho que sim... o menor passarinho que eu já tinha visto!

Risadinha (Camptostoma obsoletum)? Acho que sim… o menor passarinho que eu já tinha visto!

Aí, só porque eu achei que o dia tinha ficado calminho depois do almoço, aparece, escoltado por 2 guardas, o mais incrível MENOR PASSARINHO que eu já ví.

E o dia ainda não tinha nem acabado… Bem vindo à primavera no Projeto fauna! 😉

Anúncios
Esse post foi publicado em Animais atendidos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Dia de Murucututú!

  1. Que maravilha poder fazer este seu trabalho.
    Meus sinceros parabéns!!

  2. Gostaria de poder colaborar com este trabalho. Sou fotógrafo e apaixonado
    pela natureza. Desde de 2004 o JBRJ é quase uma extensão de minha casa.
    É aí que eu desfruto das possibilidades de conviver com o melhor que natureza nos dá: as aves.

    • Cris disse:

      Olá, Aluizio. Como vai?
      Muito obrigada pelos parabéns. Que bom que gostou do blog e do nosso trabalho, ficamos felizes!
      Sempre aceitamos colaboradores. São muito bem vindos, na medida que podemos absorver todos.
      Entre em contato pelo e-mail fauna@jbrj.gov.br para conversarmos sobre como você pode colaborar. As vezes precisamos de boas fotos de determinadas espécies, ou ajuda com identificação…
      Abraço, Cris.

  3. Sarah Dianovsky disse:

    Gabi, não sabia do blog. Que máximo, adorei! Muito bom acompanhar esse dia a dia maravilhoso. Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s