Semana da Jiboia no JBRJ

Jiboia (Boa constrictor)

Jiboia (Boa constrictor)

No sábado vim ao JB para trazer um amigo arquiteto que está ajudando a projetar um viveiro novo para os animais em recuperação e uma amiga veterinária. No que devia ser um trabalho super-rápido levamos mais de 3 horas…

Aí, já a caminho da saída, chega o chamado da Guarda: JIBOIA! Tem uma jiboia “enorme” no Cactário!!

Corremos para ver. Era grande, mas não enorme… Cerca de 1,20 m.

Entrando pelo "cano"

Entrando pelo “cano”

Enquanto eu corria para pegar a caixa de transporte de serpentes, o gancho e o pinção, o Guarda, a Veterinária e Arquiteto ficaram vigiando a cobra.

soltando a Jiboia

soltando a Jiboia

Ela escondeu-se dentro de um buraco no canteiro. Desculpe, D. cobra, mas a senhora (na verdade, era um macho…) precisa ficar em algum lugar onde não vai causar o pânico das pessoas… Coube à equipe puxar a cobra… Jiboias são puro músculo, mas também são delicadas, então a força tem que ser na medida certa… Se for muito, machuca o bicho, se for pouco, ela não dá mole. Colocada na caixa, lá fomos pra mata para soltar a bicha.

Mais uma Jiboia

Mais uma Jiboia… dessa vez próxima ao Museu

A verdade é que lá dentro do coração, lá no fundo, eu tenho medo de cobra. Deve ser alguma coisa do instinto. Mas tem que fazer, então tem que fazer… Como diria meu professor para assuntos de manejo, Dr. Jeferson Pires, os medos são feitos para serem superados. E elas são tão bonitas!!

Achei que estávamos resolvidos de jiboias por um tempo, mas não. A segunda-feira traz uma grande, bela, gorda e preguiçosa jiboia, no alto do galho, nas vistas de quem

se não mostrar, fica quase invisível! É provavel que tenha ficado mais dias nessa posição sem ter sido notada.

se não mostrar, fica quase invisível! É provavel que tenha ficado mais dias nessa posição sem ter sido notada.

quisesse ver… Estava a uns 4 m de altura, em um galho bem ajeitado, jiboiando confortável. Jiboiar é o termo bem caipira que usamos pra definir a cobra que está, quase sempre, digerindo o seu alimento: letárgica, paradona, quase como se dormisse. Ao consumirem a presa, que são engolidas inteiras, precisam investir energia na digestão, que é um processo longo.

Quando elas estão jiboiando, o melhor é deixa-las quietas. Se há necessidade de fuga, podem regurgitar o alimento para facilitar escapar de um predador. E não deve ter sido fácil pra ela conseguir o alimento, afinal, ela não tem vale-refeição. Além disso, não representam risco.

estimamos o tamanho em cerca de 1,70m

estimamos o tamanho em cerca de 1,70m

Isolamos a área e ficamos monitorando.

No dia seguinte ela se esticou. Mas foi só isso. Uma esticada para “caber” o alimento. Aí deu pra ver o tamanhão!! Estimamos seu tamanho entre 1,60 e 2 m. Ficou lá em cima, chamando a atenção de todos que passavam por lá. Quase um episódio dos Simpsons!

Ao aproximar-se da rede elétrica e da rua, foi preciso ajir para a segurança da cobra e das pessoas

Ao aproximar-se da rede elétrica e da rua, foi preciso ajir para a segurança da cobra e das pessoas

Na manhã do 3º dia ela resolveu passear… E tomou direção à rua pela fiação. Pela localização seria impossível retirarmos, os equipamentos que dispomos são limitados. Resolvemos chamar os bombeiros, no batalhão vizinho ao JBRJ, para ajudar no resgate. E correu tudo bem.

Obrigada aos Bombeiros!!

Obrigada aos Bombeiros!!

 

 

 

 

MUITO OBRIGADA aos bombeiros!

Voltando para casa

Voltando para casa

A belíssima cobra foi levada para o interior da Mata Atlântica, longe da visitação, da rua e das pessoas, para ser solta novamente.

Agora é esperar a próxima Aventura.

Ai, Caramba!! A próxima aventura já chegou:

Na 4a feira, mais um resgate! Obrigada aos Bombeiros valentes da Gávea!!

Na 4a feira, mais um resgate! Obrigada aos Bombeiros valentes da Gávea!!

Esses dias tivemos realmente “A Semana da Jiboia” no JBRJ! Talvez os dias de sol, ilhados em tantos dias frios tenham estimulado as jiboias a procurar alimento, talvez alguma presa esteja reproduzindo, ’ talvezes’ de montão. O fato é que tivemos 3 ocorrências notáveis de jiboia em poucos dias! E, para salvar o dia, contamos com o Grupamento de Bombeiros da Gávea em 2 ocasiões.

Na 4ª feira apareceu mais uma jiboia! A 3ª grande jiboia em 10 dias. Os Bombeiros foram chamados e fizeram o resgate. Uma equipe de guardas e de funcionários (né Dani) que apoia e conhece a Fauna deram apoio.

Então, como resultado da “Semana da Jiboia”, vamos novamente agradecer aos Bombeiros! E claro, aos voluntários do Projeto, aos guardas do JBRJ, que participam e se envolvem de coração, aos meninos do Projeto Social, que são sempre curiosos e dedicados, ao pessoal do Centro de Visitantes, que sempre tem um monte de informações e muuuita iniciativa e, em especial à Dani Moraes, que é fofa demais e sempre ajuda, com olhos de falcão, a cuidar e olhar pela fauna do JBRJ! Ah!! E, em especial, àqueles visitantes, claro, que amam e mantém constante vigília, sempre no sentido de auxiliar na conservação da fauna!

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Animais atendidos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s