Quatis <3

Quati (Nasua nasua) no Arboreto. Foto: Gabriela Vivacqua

Quati (Nasua nasua) no Arboreto. Foto: Gabriela Vivacqua

Quem me conhece sabe que um dos meus bichos favoritos é o quati. É um bicho difícil de ver no JB, e nem quero que seja fácil… Eles são ‘terríveis’… E fantásticos! Vez ou outra vem um desgarrado aqui e tem um bando que aparece em alguns pontos mais escondidos da Mata Atlântica junto ao arboreto.

Quati

Quati “anda-só” junto da mata atlântica

São fofíssimos: Os olhos, redondinhos e pequenos, se sobressaem na mascara característica da espécie, com pontos bem claro acima e dos lados. A máscara e as marcações são muito bem definidas, estendendo-se desde o focinho até os olhos. Sem contar que o focinho fino e comprido, tem a ponta móvel, quase uma trombinha, e é um charme a parte na cabeça afunilada, coroada com orelhinhas redondas e marcadas. As cores são brilhantes, variando do castanho avermelhado ou mel até o preto, sempre com tons sobrepostos com luvas escuras.

família de quatis no JBRJ

Família de quatis no JBRJ

A cauda com os anéis “cor sim/ cor não”, portadas alta, que denuncia a presença e informa o posicionamento de cada animal ao grupo, na hora de forragear, além de serem realmente fortes e ajudarem no equilíbrio nas árvores. A traseira, mais alta, com membros posteriores mais fortes, dá um aspecto engraçado na movimentação. Costumam ter entre 40 e 80 cm, mais a cauda, com até 75 cm, pesam entre 3 e 14 quilos. Os machos são maiores que as fêmeas.

E a vocalização!? Quem houve pela 1ª  vez, jura que é passarinho.

quati: presas inferiores em evidência.

Quati: presas inferiores em evidência.

Mas não são inofensivos. São predadores, com hábitos onívoros. Amam insetos e, basicamente, quaisquer invertebrados que consigam apanhar ou desenterrar com as garras afiadas. Ovos, pássaros, vertebrados pequenos (alguns nem tão pequenos), frutos, plantas, tudo que conseguem comer. Como bons oportunistas que são, encaram até uma carniça fresca (ou quase).

raio-x de crânio de quati. As presas em evidência, contrastando com o tamanho da boca e as partes moles do focinho.

Raio-x de crânio de quati. As presas em evidência, contrastando com o tamanho da boca e as partes moles do focinho.

O faro apuradíssimo faz com que o lixo e alimentos humanos tenham um apelo irresistível para eles. A grande inteligência, aliada à tenacidade, teimosia e enorme agilidade, os capacita a abrirem, basicamente, todas as lixeiras, bolsas, sacolas e caixas que possam guardar alimentos. São, inclusive, ótimos ‘batedores de carteiras’.

O maior perigo está aí: olhando aqueles focinhos fininhos não se imagina o tamanho das presas que eles guardam… São 4 caninos afiados e, proporcionalmente, gigantescos. Quase ‘dentes de sabre’.

família de quatis no JBRJ. Os grupos são belicosos e as brigas são comuns, mas são muito coesos e se protegem de perigos externos.

Família de quatis no JBRJ.
Os grupos são belicosos e as brigas são comuns, mas são muito coesos e se protegem de perigos externos.

E mais: vivem em bandos grandes e brigões. Compostos só de fêmeas e filhotes, os machos são expulsos assim que atingem a maturidade sexual. Esses machos andarilhos e solitários são os que vemos, ocasionalmente, no Arboreto. Na roça chamam de “quati-anda-só”. Na época de reprodução, elas aceitam a companhia de um macho para cópula, mas é só. Os filhotes nascem escondidos em uma toca, depois de cerca de 70 dias. Os grupos são tão belicosos que as mães só apresentam seus filhotes quando chegam aos 45 dias.

quatiUm grupo de quatis pode matar predadores muito maiores que um quati, atacando de forma organizada e bastante feroz. São bem armados mesmo solitários, com as presas e garras aliadas à agilidade e inteligência. Ter uma população residente de quatis no JB poderia significar um monte de confusão com o lixo e os visitantes, mas não é difícil de vê-los convivendo com as pessoas no Parque Nacional da Tijuca.

quati-001Conseguem adaptar-se inicialmente em ambientes urbanizados, mas as populações  diminuem com o desmatamento. São presas de cães e contaminam-se com doenças de animais domésticos, sendo essas e os atropelamentos causas muito comuns de morte em áreas de contato. Como são ladrões de ovos e de lixo, além de ameaçarem animais domésticos, são bastante caçados.

rápidos e ágeis, com garras muito compridas e fortes, escalam árvores com muita facilidade.

Rápidos e ágeis, com garras muito compridas e fortes, escalam árvores com muita facilidade.

no alto das árvores é bem mais difícil de ver. Eles tem hábitos semi-arborícolas e passam bastante tempo nas copas.

No alto das árvores é bem mais difícil de ver. Eles tem hábitos semi-arborícolas e passam bastante tempo nas copas.

No mato, para descansarem ou ao sentirem-se ameaçados, sobem rapidamente nas árvores. Quando se sentem seguros, saltam ou descem todos ao mesmo tempo, como uma chuva de quatis.

Quati

Quati “escondido com o rabo de fora” é uma expressão bastante comum e vem da observação desses animais na natureza. O grupo usa as caudas para localizar seus membros enquanto forrageiam.

Nunca alimente  quatis, seja no JB ou em outro lugar. A ameaça para a saúde deles é enorme: podem ter doenças alimentares diversas e se contaminarem com vírus e bactérias para os quais não tem defesa. Para quem alimenta o risco de mordidas só é menor que o de arranhões bastante severos. São teimosos e obstinados, assaltando por um pacotinho de biscoitos. Ficam muito excitados com o açúcar e com a gordura dos nossos alimentos e o bando pode segregar uma pessoa que tenha frutas a disposição para um assalto sem chance de defesa.

São lindos, mas para olhar de longe. E fazer milhares de fotos…

Anúncios
Esse post foi publicado em Animais atendidos, Mamíferos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s