O macaco assaltante. Será?

roubando as lixeiras

roubando as lixeiras

Esse fim de semana tivemos um incidente que é cada dia mais comum. Um Macaco Prego furtou um celular de um visitante.
Acontece que, ao aproximarmos a câmera ou o celular para fazer a foto, repetimos o gesto familiar de oferecer alguma coisa para eles. Um gesto que nós usamos e eles também, entre eles.Mesmo que não seja a nossa intenção, toda a postura corporal dá a ideia para os animais que estamos oferecendo um objeto ou um alimento.

Alimento prego1Eles, espertos que são, não tem a menor dificuldade em calcular a distância para assaltar uma pessoa e tomar aquele objeto. Digo assaltar porque eles vão tomar o objeto de surpresa. No momento da ‘foto ideal’, quando a sua concentração etá no clique, ele vê a chance de, em um movimento bem rápido, tomar aquilo da sua mão.

espalhando o lixo no arboreto...

espalhando o lixo no arboreto… Ao coletarem o lixo, eles espalham sujeira por todo o arboreto. Além do problema sanitário, existe o risco para a saúde dos animais

O Museu do Absurdo. Reparem nos celulares...

O Museu do Absurdo. Reparem nos celulares…

Como não se trata de comida, o interesse acaba rápido, passando o objeto de mão em mão e sumindo com ele. Na sala da Conservação de Área verde temos diversos objetos encontrados pelo arboreto, no nosso ‘museu do absurdo’, e muitos deles são coisas furtadas pelos pregos e dispensadas pelo caminho.

galhardete1 - CópiaMantenha a distância dos animais, mantenha a segurança ao lidar com eles. Não esqueça que podemos transmitir doenças para eles e eles para nós. Nunca alimente os animais. Isso inclui não alimentar-se e não dispensar lixo de alimentos no arboreto. Explico: os animais (macacos, micos, gambás, cuícas e até ratos) entram nas lixeiras atrás do cheiro da comida. Pode ser aquela raspinha de biscoito, a embalagem do sanduba, a latinha de refri vazia (mas com aquele açúcar cheiroso dentro, que sobrou do último gole), pode ser qualquer coisa.

lata de refrigerante aberta a dentadas. o risco para os animais é enorme.

lata de refrigerante aberta a dentadas. o risco para os animais é enorme.

Macaco não tem supermercado e açúcar, gordura e sal são preciosos demais para se dispensar. Eles catam e aproveitam tudo. O problema, além das doenças transmissíveis, são as doenças alimentares, como diabetes, cáries, hipertensão, entre outras. Também é um grande problema quando eles se acostumam a fazer essa coleta nas lixeiras e associam o homem à fartura de bobagens alimentares. Não. Eles não estão passando fome na mata. Eles tem bastante alimento, mas quem não prefere um docinho ou salgado, bem engordurado, no lugar da velha salada de todo dia? Macacos são como crianças, sempre querem a guloseima…

Para a sua segurança, e a deles, Nada de comidas no arboreto. E nada de intimidades… Uma vez que eles peguem intimidade eles nunca mais devolvem…

Lei mais sobre os pregos aqui, aqui, aqui e aqui.

Aproveite a galeria…

Anúncios
Esse post foi publicado em A Fauna do JBRJ, Animais atendidos, Mamíferos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s