Tatu! Do Bem!

editDSC_0381Temos, por aqui, um tatu que não é bola, mas é beeeem legal. Tem nome de Galinha, porque, supostamente, tem sabor de galinha… (convenhamos, se tem gosto de galinha, come galinha!!!!)

Enfim, temos por aqui o tatu e é Tatu-galinha, ou, em biologuês, Dasypus novemcinctus. Raro de ver, pelo menos vivo… Até porque vive em tocas com até 6 m e comprimento e diversas saídas. Ouvir, muita gente ouve, no mato, correndo e barulhando, descuidadamente.

IMG_4085Já tirei alguns do JB, sempre mortos. Geralmente por cães… Dá pra ver as marcas de mordida… Gente, lugar de cachorro e gato é em casa… Não dá pra deixar correr por aí e achar que tudo bem… Animais domésticos são DOMÉSTICOS e cães e gatos ganharam sua posição em casa caçando pra nós ou por nós… Eles caçam sim, por mais fofos que sejam. E, além de matar, ainda trazem doenças pra dentro de casa. Prenda seus animais, para a sua segurança, a deles e a da fauna nativa!!

Esqueleto de Tatu - CRAS UNESA

Esqueleto de Tatu – CRAS UNESA

Tradicionalmente, são caçados e consumidos, o que é uma lástima. São importantíssimos para o meio ambiente, cavando tuneis que aeram o solo e revolvendo a terra. Não devem ser manuseados e nunca devem ser consumidos. São os únicos animais conhecidos portadores de Hanseníase, fora os humanos (artigos sobre a transmissão de Hanseníase: Aqui, Aqui, AquiAqui). É uma injustiça culpar os animais por quaisquer casos de lepra no país, uma vez que a caça e consumo da carne são proibidos, mas esse contágio, caso o animal esteja contaminado, pode acontecer no manejo do animal ou no consumo. Antes da colonização não havia a Lepra no continente americano, o que mostra que fomos nós, humanos, que contaminamos os tatus primeiro. Se não caçarmos, não há qualquer perigo… A Hanseníase não sobrevive isolada no ambiente.

2237354425Bom, vamos lá. Os tatus: São nativos aqui do RJ e ocorrem em todos os Biomas do Brasil. Ocorrem também desde o sul dos Estados Unidos, América Central, até Argentina, Paraguai e Uruguai. Em espanhol são conhecidos como mulita-grande e, em inglês, como nine-banded armadillo.

O corpo é arredondado, recoberto por carapaça formada por escudos ósseos, com 8 a 11 cintas móveis ligadas por pele flexível, bem no meio do corpo (daí o nome em inglês).  Possui 4 dedos em cada membro anterior e 5 em cada posterior, todos equipados com garras poderosas para escavação. É onívoro, preferindo insetos, come frutos, micro vertebrados, ovos e, oportunamente, carniça. A cabeça e o focinho formam um “cone” e as orelhas são longas e pontudas.

Geralmente tem entre 35 a 60 cm + uns 35 cm de cauda e pesam entre 3 a 5 kg. Só costumam aparecer a no fim da tarde e a noite. Durante o dia, permanecem em tocas.

IMG_4010A reprodução é um caso a parte! São solitários e formando casais apenas para reprodução. Sempre tem gêmeos, podendo gerar 4 filhotes do mesmo óvulo por poliembrionia. A gestação dura entre 70 e 120 dias e a fêmea pode armazenar o esperma para autofecundação posterior. Bem prático…

Os filhotes mamam por cerca de 30 dias e a maturidade sexual se dá por volta dos 2 anos. A expectativa de vida é de 12 a 15 anos.

Agora um vídeo pra mostrar algumas diferenças

Anúncios
Esse post foi publicado em A Fauna do JBRJ, Animais atendidos, Ficha do Bicho, Mamíferos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s