passarinhozinho, caiu do ninho.

Manacus manacus - Rendeira Foto Alexandre Machado TODAS as fotos foram feitas a distância, com zoom, para não incomodar os animais.

Manacus manacus – Rendeira
Foto Alexandre Machado
TODAS as fotos foram feitas a distância, com zoom, para não incomodar os animais.

Vai entrando a primavera e todo ano é igual. Dezenas de filhotes de aves são “resgatados” e encaminhados para os órgãos responsáveis. Seja o CETAS, seja o CRAS, seja a tentativa de cuidar dos pequenos em casa, tudo é muito longe do ideal. Na maioria das vezes o ideal seria deixar a vida seguir o seu curso, afinal as aves vem aprendendo a voar desde que deixaram de ser dinossauros. A cada nova geração, milhares de filhotinhos deixam seus ninhos para ganhar os céus. Uns ou outros precisam de ajuda, mas, se interferirmos quando a nossa ajuda é desnecessária, a chance de prejudicarmos a ave é muito grande (provavelmente maior que a de ajudarmos, mesmo em caso de necessidade).

Como saber?

Filhotes de beija flor no ninho - Phaethornis ruber

Filhotes de beija flor no ninho – Phaethornis ruber Foto Alexandre Machado

Primeiro, coração de lado, avalie a situação: O filhote está REALMENTE abandonado? Muitas vezes ele está apenas dando os primeiros passos no ar. O ninho e os pais podem estar por perto e é comum que, mesmo que o filhote tenha saído do ninho, os pais continuem os cuidados até que ele ganhe experiência e força para voar. Você não achou que voar era uma coisa que se aprendia assim, de uma vez só, achou?!

ninho de Saracura com os filhotes - Aramides saracura

ninho de Saracura com os filhotes – Aramides saracura Foto Alexandre Machado

Olhe o local, procure os pais. Procure o ninho. Escute. Mantenha um afastamento para que os pais possam se aproximar do filhote, se for o caso. Filhotes emplumados, que conseguem pôr-se de pé, geralmente estão começando a deixar o ninho. Nesse caso, se não há perigo real de predação ou morte, deixe a vida seguir seu curso. Filhotes cujas penas ainda não estão formadas, que não conseguem pôr-se de pé, podem, realmente, ter caído do ninho. DEVOLVÊ-LO ao ninho é muito mais eficiente que retirá-lo do local. Também é possível improvisar uma plataforma na árvore para elevar o filhote.

Recolocando o filhote no ninho. foto Guilherme Nunan

Recolocando o filhote no ninho.
foto Guilherme Nunan

Se não é possível alcançar o ninho, quando há risco de predação, é mais eficiente prender os predadores que recolher o filhote. Mantenha cães e gatos longe dos animais silvestres.

filhote de teque-teque - Todirostrum policephalum. Jovem ainda com a pele clara na lateral do bico e as penas jovens.

filhote de teque-teque – Todirostrum poliocephalum
Jovem ainda com a pele clara na lateral do bico e as penas jovens.

Quando o risco é realmente grande, o resgate pode então ser feito. Lembre-se que animais selvagens não podem ser criados em casa e devem ser entregues aos órgãos competentes.  – Um pouco sobre filhotes selvagens aqui. – No Rio de Janeiro o caminho LEGAL para isso é através do telefone 1746, chamando a Patrulha Ambiental. Os animais podem ser encaminhados ao CRAS ou ao CETAS. O zoológico NÃO PODE receber animais de vida livre por uma questão de segurança sanitária.

Alimentando filhote de Sanhaçu-do-coqueiro. Tangara palmarum

Alimentando filhote de Sanhaçu-do-coqueiro. Tangara palmarum Foto Alexandre Machado

Animais resgatados dentro do JBRJ devem ser encaminhados ao Núcleo de Fauna do JB e, em caso de necessidade, serão cuidados ou encaminhados aos órgãos responsáveis.

Ninho de Tucano-do-bico-preto. Ranphastos vitellinus

Ninho de Tucano-do-bico-preto. Ramphastos vitellinus Foto Alexandre Machado

As chances de sobrevivência e de reintrodução de um pássaro retirado da natureza nesse caso diminuem muito. O próprio cuidado com o animal pode causar um fenômeno chamado de “imprinting” ou “humanização” quando o filhote registra o homem como seu semelhante e passa a contar com ele para a alimentação e cuidado, perdendo o medo e a capacidade de se proteger. Existem técnicas para amenizar esse comportamento, mas são específicas e trabalhosas. Além disso, os filhotes deixam de aprender vários comportamentos que os pais deveriam ensinar.

Uma galeria de ninhos e filhotes:

Este slideshow necessita de JavaScript.

No fim das contas, é a mesma conversa de sempre: mantenha os animais domésticos dentro de casa, para proteção deles e dos animais selvagens (veja mais aqui, aqui e aqui). Aproveitem a natureza, observem os pássaros, os macacos, os peixes, ouçam os sons e vocalizações que estão aí, disponíveis para nossos ouvidos, mas tenham em mente que a natureza segue seu curso. Mantenha a distância da fauna: por mais que você ame a natureza, a proximidade excessiva com os animais é prejudicial a eles. Não somos princesas Disney e nem Mogli, o menino lobo. O contato com os animais deve ser feito de maneira a preservar sua integridade, interferindo o mínimo possível. Por melhores que sejam as nossas intenções, os animais precisam do espaço e do respeito.

Mais sobre ninhos: aqui, aqui aqui.

órfãos.

E pássaros: aqui, aqui, aqui e >>>aqui<<<

Anúncios
Esse post foi publicado em A Fauna do JBRJ, Animais atendidos, Aves e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para passarinhozinho, caiu do ninho.

  1. ISA MARIA NOGUEIRA disse:

    Um biquinho de lacre caiu do ninho e quebrou a perninha, O gato estava de olho nele e para salvá-lo tirei-o do chão depois de observar que a mãe não cuidava dele. Levei-o ao veterinário, dei medicamentos e ele se recuperou . Abri a gaiola e ele não foi embora, várias vezes fiz isso. Agora peguei grande amor por ele, que canta muito lindo. Quero conseguir uma fêmea pra ele, mas não sei onde. Poderia me ajudar? Moro em Nilópolis-RJ. Ele tem 6 meses.

    • gabiheli disse:

      Cara Isa Maria, Infelizmente não existe como manter um passarinho como esse legalmente. Apesar de ser um animal exótico (nativo da África) não pode ser criado como pet.
      Sugiro que continue a tentar soltar o seu amigo, com cuidado e acompanhamento veterinário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s