Bico-de-Lacre

Esse post foi escrito com a ajuda do Voluntário Igor Peregrino.

Núcleo de Fauna JBRJ Foto: Alexandre Machado

Núcleo de Fauna JBRJ Foto: Alexandre Machado

E aí que temos um passarinho que eu adoro, mas que não é carioca. Na verdade, nem brasileiro ele é… É do Sul da África e teria vindo pro Brasil nos navios negreiros, durante o tempo do Império, servindo como animal de estimação. Aparentemente foi introduzido nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e espalhou-se pelo Brasil, com a ajuda do homem, já que sua capacidade de voo é limitada, e sempre associada a capinzais, sua principal fonte de alimento.

1Esse é o pequeno notável, Bico-de-lacre (Estrilda astrild), também é conhecido como biquinho-de-lacre, beijo-de-moça (MG), bico-de-lata (SC) e bombeirinho/beijinho de moça (ES). Fazem ninhos esféricos ou ovais, forrados com materiais como penas, capim e outros materiais isolantes, com acesso tubular. Usam arbustos fechados e tem entre 3 a 5 filhotes em média, que são chocados por cerca de 13 dias.

WhatsApp-Image-20160519.jpgEles possuem, quando adultos, um bico vermelho que se combina com a máscara dos olhos, dando aquele brilho característico, mas, quando filhotes são bem diferentes: tem bico negro e com comissuras brancas, sem as características de vermelho vivo dos adultos. Esse branco no bico ajuda os pais na ora de enxergar onde por a comida dos filhotes!

Alexandre Machado 023 (2)-001Quando adultos há pouco dimorfismo sexual, o macho possui crisso e coberteiras inferiores da cauda negras e, nas fêmeas, pardo escuro. Tem cerca de 10,5 cm, pesando por volta de 7,5g.

São vistos voando em bandos agitados, alimentando-se de sementes de gramíneas, junto ao chão, e em revoadas ligeiras. São exóticos e invasores em terras brasileiras, o que significa que representam um impacto a ser considerado no meio ambiente. Disputam com outros pássaros granívoros como os canários-da-terra e os coleirinhos pelos recursos.

Ainda assim não é fácil evitar o sorriso com sua revoada brilhante e colorida.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em A Fauna do JBRJ, Animais atendidos, Aves e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s