Outro assunto: Keyhole, horta, melhores condições de trabalho e conservação…

016-05-11_Keyhole (1)

Horta Keyhole no JBRJ

Projeto da Horta “Keyhole”  do JBRJ

 

Esse post foi escrito com a ajuda do Jakob Walisch, Jardineiro do JBRJ, que veio da Áustria cheio de experiências muito interessantes para aplicarmos por aqui. Diretamente, não tem nada a ver com a fauna, mas conservação é uma atividade com diversos aspectos, incluindo formas alternativas de produção de alimentos, assim, bem orgânicos, direto pra mesa. E qualidade de vida tem muito a se relacionar com as condições de trabalho… 

Fazer uma horta na área de almoço do pessoal da Jardinagem era uma ideia antiga da Coordenação de Conservação de Área Verde, mas a Keyhole foi contribuição do Jakob. Os jardineiros, agora, contam com hortaliças variadas para complementarem seu almoço… Tudo fresco e orgânico!

016-03-24__Keyhole (2).JPG

o formato lembra uma fechadura

A horta chama Keyhole (buraco de fechadura) por causa do formato: no meio de um círculo de 2 metros de diâmetro, mais ou menos, tem uma Composteira circular, construída com tela de metal. Em volta da Composteira são distribuídas as plantações, mas deixando uma trilha de acesso até o centro, para poder colocar mais material orgânico e manter a compostagem contínua. Nessa Composteira são adicionados restos de vegetais crus, água de reuso e material orgânico. O processo de compostagem se mantem ativo, fornecendo nutrientes para a horta ao redor por todo o desenvolvimento das plantas.

 

016-04-20_Keyhole (7).JPG

a horta tem os canteiros Keyhole e canteiros tradicionais

No JB fizemos 2 hortas Keyhole com cerca de 3 m, com a composteira de mais ou menos 60 cm, o que é um pouco mais que a média, mas a galera aqui é acostumada com o serviço, então pudemos superestimar.

Ao redor do círculo e da Composteira foram utilizadas telhas velhas descartadas para segurar a umidade e a terra, que deve ter cerca de 40 cm de altura, formando um canteiro mesmo. Para a cobertura, como temos muito sol no local, o Jakob fez um telhado de sombrite. Essas hortas são ideais para plantio intensivo, técnica em que as plantas são colocadas juntas para maximizar a produção. As plantas com sistemas radiculares de grande alcance, como tomate e abobrinha pode não funcionar bem, por isso fizemos mais duas hortas para as vegetais arbustivos e trepadeiras.

016-05-04_Keyhole (10).JPGA Consortium for Southern Africa Food Security Emergency (C-SAFE) projetou, em países africanos, essas hortas para ajudar pessoas que sofriam de AIDS ou com alguma restrição para de cuidar de um jardim tradicional. Eles construíram mais de 20.000 hortas e, quando eles voltaram cerca de 2 anos mais tarde, mais de 90% das hortas ainda estavam em uso. Hoje elas são encontradas em muitos lugares da África, incluindo Etiópia, Ruanda, Quénia, Sudão e Nigéria. Lá as hortas são posicionados perto da cozinha e usadas para plantio de folhas verdes, entre hortaliças, ervas e tubérculos, como alface, couve e espinafre, ervas, cebola, alho, cenoura e beterraba.

016-05-04_Keyhole (15).JPGAqui já começamos a produzir repolho, salsa, salsinha, salsão, cebolinha, beterraba, cenoura, cebola, nabo gigante japonês, rabanetes, rúcula, orégano, vários tipos de alface, acelga, couve verde… No canteiro comum, plantamos tomates de vários tipos, pepinos, abóbora, abobrinha…

A ideia é tão boa que acho que vou fazer na minha casa!!

E aqui saiu o a notícia no O Globo (coluna do Goes)

O processo todo, explicadinho, pra quem quer tentar…

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Ações, Eventos de parceiros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s