Preguiça de verão

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos

Esse post foi escrito com a ajuda da Danielle Moraes, do Centro de visitantes.

Com o horário de verão e o calor intenso, muitos bichos deixam suas atividades pra mais tarde… Em plena 5ª feira, verãozão, às 16:30, chega a chamada: preguiça no arboreto. Claro que corremos pra ver.

Preguiças descem ao solo 1 ou 2 vezes por semana para urinar e defecar. Elas se deslocam pelo solo também e em áreas onde há interrupções na vegetação essas descidas podem ser mais frequentes para chegarem a árvores que estejam afastadas ou isoladas.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos.  Observe as manchas na parte posterior. Elas servem para mimetizar com o ambiente. e para nós, que pesquisamos, para identificar as preguiças.

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos.
Observe as manchas na parte posterior. Elas servem para mimetizar com o ambiente. e para nós, que pesquisamos, para identificar as preguiças.

O fato é que o Projeto está registrado fotos das preguiças para identificar cada uma individualmente. E vamos dar “nomes” para todos… As fotos tem que ser feitas do posterior porque as costas da preguiça revelam coisas interessantes: As manchas individuais na pelagem podem ser comparadas e os machos da espécie tem uma mancha negra com a borda alaranjada.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos Observe a mancha negra nas costas

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos
Observe a mancha negra nas costas

.

.

Pois esse indivíduo, um macho adulto, estava na Aléia das Palmeiras, atravessando o canteiro em direção ao Jardim Japonês. As pessoas ficam encantadas com a carinha fofa e pacífica delas, mas esquecem que são selvagens e potencialmente perigosas. Suas garras enormes podem causar ferimentos graves. São lentas e vulneráveis no solo e sabem disso. Não hesitarão em se defender caso sejam ameaçadas. E algumas vezes, nossas melhores intenções podem ser interpretadas como ameaça.

Ao descer ao solo, o animal tem algum objetivo. Dar espaço e liberdade para que o animal transite é a melhor coisa a se fazer. Nunca toque ou persiga o animal. mantenha o caminho livre. NUNCA alimente animais selvagens.

Ao descer ao solo, o animal tem algum objetivo. Dar espaço e liberdade para que o animal transite é a melhor coisa a se fazer. Nunca toque ou persiga o animal. mantenha o caminho livre.
NUNCA alimente animais selvagens.

O melhor a fazer, nesse caso, é dar espaço a elas. Algum objetivo houve na descida e ela vai cumpri-lo. Só devemos resgatar um animal caso haja risco, como uma área densamente povoada, um poste de eletricidade, uma via de carros… Enfim, ali ela estava segura. Era só mantermos o caminho livre.

Dezenas de fotos foram feitas, para deleite dos visitantes, e só foi preciso intervir quando ela começou a ir para a cerca. Acho que ficou intimidada com as pessoas e apenas seguiu em frente. Pegar uma preguiça é perigoso e deve ser feito com treinamento. As garras, repito, são perigosas. MUITO.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos

Mas ela foi posicionada em uma árvore, abraçou o tronco e subiu, sentando-se em um galho e comendo. São folhivoras, consumindo grandes quantidades de folhas variadas, com uma digestão lenta que colabora para seu baixo metabolismo. Além disso, buscam ajuda do sol para regular a temperatura corporal.

No dia seguinte: Preguiça no bambu, junto às insetívoras… Era nosso amigo. Perdi o almoço… Ele acabou se escondendo na vegetação e sumiu entre as hastes do bambu. Algas crescem em seu pelo, que tem estruturas que parecem desenvolvidas para isso, ajudando a mimetização com as plantas.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos no bambu

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos no bambu

.

No fim de semana, lá estava ele, em pleno Lago Frei Leandro, enlouquecendo o Voluntário Bruno Valle, que tentava convencer as pessoas que não deviam aproximar-se da preguiça. Gente, fala sério: Não é pra chegar perto e nem tocar nos animais! Eles não gostam!

.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos - por Dani Moraes

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos – por Dani Moraes

Aí na 2ª feira tive que ir a uma super-reunião no Centro da Cidade e perdi a ação…

Fiquei acompanhando pelos posts no Whatsapp, que me salvaram do tédio do metrô encalorado…

Nosso amigo preguiça no Cactário. Aliás, o cactário está lindíssimo depois da reforma. Vale a visita.

Por volta das 14 horas houve o chamado:

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos - por Caco Sawczuk

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos – por Caco Sawczuk

O preguiça resolveu passar exatamente no meio das plantas. Subiu em uma árvore e no telhado, sem conseguir se prender nas telhas, lisas demais pra isso, e quentes. O telhado devia estar pegando fogo com o sol que batia ali… Aí se prendeu nas ripas debaixo das telhas… Foi a hora que o Caco pode ajudar, como sempre, com uma bem bolada gambiarra.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos - por Dani Moraes

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos – por Dani Moraes

.

Pra quem não sabe, gambiarra, essa essencial parafernália modificada, imprescindível no trato com animais selvagens, pertencendo à família das traquitanas e invencionices, é uma solução perfeita realizada com o que se dispõe no momento mais uma dose generosa de inteligência e imaginação, junto com habilidade motora e improviso… E o Caco Sawczuk é conhecido como o Rei da Gambiarra…

Um bambu do tamanho certo e uma escada de ferro, alguns jardineiros bem dispostos e muuuuita paciência, demoraram, mas fizeram uma ponte do telhado para a liberdade. Ela demorou bastante e a traquitana teve de ser reposicionada, mas funcionou… Preguiças são “determinadas” e, lentamente acabam conseguindo seu intento.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos - por Dani Moraes Rumo a Mata Atlântica

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos – por Dani Moraes
Rumo a Mata Atlântica

Uma vez de volta ao chão, nosso vagaroso herói seguiu derrubando vasos em direção ao seu destino.

Ele tinha um objetivo claro: depois de 1 semana “causando” pelo arboreto, em aparições especiais, ele queria sua Mata Atlântica…

Espero não vê-lo tão cedo… Mas vou morrer de saudades…

Alguém tem sugestões para o nome? Eu pensei em Sid…

Você pode votar nos nomes que sugerimos ou criar um nome. Os 8 primeiros que forem sugeridos serão colocado para a votação.

(Bradypus variegatus) - preguiça de 3 dedos

(Bradypus variegatus) – preguiça de 3 dedos

Anúncios
Esse post foi publicado em A Fauna do JBRJ, Mamíferos e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Preguiça de verão

  1. Plinio Loures Senna disse:

    Muito bom !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s